quinta-feira, 10 de março de 2011

Acabamos com o aperitivo que venha o prato principal.

Pessoal, no último momento decidi ir a Goianésia assistir o Dragão em um jogo fora. Infelizmente somente me desocupei depois das 18 horas e quando cheguei em Goianésia o jogo já havia começado. O Dragão nos passou um susto, mas jogou o suficiente para virar a partida e trazer os três pontos para casa. Agora é líder isolado com 27 pontos, uma vez que houve a primeira derrota da Anapolina. È interessante notar que já temos quase os 31 que nos deu a liderança do campeonato ano passado, demosntrando que este ano as equipes estão menos niveladas).


Marcão e Felipe marcaram hoje. Foto Atlético-GO
O início do jogo foi morno e o Atlético não conseguiu ainda fazer um bom primeiro tempo neste campeonato. Após mais uma jogada aérea em nossa zona defensiva, o jogador Rivaldo (atacante que já nos deu muita dor de cabeça, quando jogava, quer dizer tentava jogar pelo Dragão) fez o gol de cabeça. Novamente tomamos gol em bola parada e aérea, mostrando que o René tem que treinar mais essas jogadas na defesa. O interessante é que é que tanto o auxiliar quanto o juiz invalidaram o gol do Goianésia e depois de algum tempo voltaram atrás, numa jogada muito estranha e do alambrado não consegui entender muito bem.


Após o gol, o Atlético tentou recuperar o domínio da partida, mas o meio de campo não estava colaborando novamente. Entretanto, após uma jogada individual do Marcão, que girou em cima do lateral e chutou cruzado, conseguimos chegar ao empate. E, em uma falta próximo a marca do escanteio, após confusão na área, o goleiro rebateu a bola em cima do jogador Roni, e a rodonda foi parar no fundo da rede. Infelizmente não consegui ver o lance muito bem, mas me parece que foi isso que aconteceu. Só com os vídeos do jogo para esclarecer o lance.


No início do segundo tempo o Atlético voltou melhor, dominando a partida, mas sem criar muitas oportunidades. Então, o René tirou o Anaílson e colocou o Diogo Campos, tentando melhorar o contra-ataque. Neste momento a torcida do Dragão começou a pedir por Rômulo, detectando algumas falhas na marcação do volante Maurinho, que também fazia muitas faltas na entrada da área. Entretanto, René preferiu a saída do Preto e neste momento o Dragão contava com 3 volantes e 3 atacantes, sendo que os atacantes, principalmente Diogo Campos retornava para recompor o meio-campo. Esse esquema, dava mais liberdades aos laterais, que ainda não haviam aparecido no jogo. E em um contra-ataque puxado pelo Adriano, que teve o passe para o Marcão cortado, o Felipe pegou o rebote e fez o dele, batendo colocado no canto esquerdo do goleiro.


Agenor é PITBULL - Foto - Atlético-GO
Com 3 x 1 no placar o time continuou em ritmo morno, mas mostrou consistência no setor defensivo do meio-campo, principalmente com Agenor, que ganhou todas as bolas, por cima e por baixo, se tornando o melhor jogador na partida. A torcida deu o grito tradicional UH UH UH UH UH , Agenor e Pitbull e depois chegou a gritar ÃO, ÂO, Âo, Agenor é seleção!!! Após a partida Agenor agradeceu aos torcedores jogando a camisa para a arquibancada.


No terço final do segundo tempo, René colocou Josiel na equipe no lugar do Marcão, que levou o terceiro cartão amarelo por simular um penalte e não disputará a partida contra o Goiás, se tornando um importante desfalque. Josiel praticamente não teve chances nos poucos minutos que jogou e espero que mostre porque o René confia tanto nele nesta partida de domingo contra o Goiás.




Como pontos positivos podemos destacar a marcação do Agenor que continua um PitBull e a força de vontade do Marcão. Ainda espero muito mais dos nossos laterais, que tem criado pouco e errado as poucas chances de cruzamentos, além de estarem não muito confiáveis no setor defensivo. O meio de criação com Anaílson e Preto pouco criaram dessa vez, parecendo demonstrar certa desmotivação para enfrentar um time do interior e sem televisão. Assim, espero que esses jogadores entrem com outra disposição e motivação no próximo jogo, uma vez que é nossa hora de ganhar do Goiás e manter a moral lá no alto para enfrentar o Coritiba no meio de semana. O Aperitivo já foi, agora que venham os prato principais!!! Espero que a torcida do Dragão prestigie o líder do campeonato!

Por Leo Caetano - Apaixonado pelo Dragão


Veja aqui o vídeo com os melhores momentos!! http://www.youtube.com/watch?v=GvQ9TSmrSPw

FICHA TÉCNICA - GOIANÉSIA 1 X 3 ATLÉTICO-GO
Local: Estádio Valdeir José de Oliveira. (Goianésia).
Horário: 20h30.
Árbitro: Fabrício Nery.
Assistentes: Jesmar Miranda e Fabrício Vilarinho.
GOIANÉSIA: Huanderson; Totti (Mauricinho), Jefferson, Roni e Julinho; Lê, Zé Neto, Paulo Matos e Adriano Peixe; Thiago Vieira (Gustavo) e Rivaldo
Técnico: Nivaldo Lancuna.
ATLÉTICO: Márcio; Adriano, Gilson, Paulo Henrique e Thiago Feltri; Agenor , Maurinho, Preto (Rômulo) e Anailson (Diogo Campos); Felipe e Marcão (Josiel)
Técnico: René Simões.
Gols: Rivaldo 10' 1º T (Goianésia) / Marcão 33' 1°T (Atlético-GO), Roni (contra) 44' 1ºT (Atlético-GO)
Renda: R$ 22.215,00
Público: 1.567 pagantes


Um comentário:

  1. Parabens pelo comentário...
    Realmente uma bela leitura do jogo..

    ResponderExcluir