quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Técnicos e time, difícil relação


  No começo desse mês o técnico, como nós brasileiros chamamos, do Manchester United completou nada mais nada menos que 25 anos no comando do time, parafraseando o blogueiro Emerson Gonçalves, Bodas de Prata para Sir Alex Ferguson. Isso mesmo, você não leu errado, durante 25 anos um único técnico. 

Vamos pegar o nosso próprio exemplo. No decorrer desse ano o Atlético-GO teve como técnico o René Simões, PC Gusmão, Jairo (interino, não vai entrar na conta) e o Hélio dos Anjos, no total foram 3 técnicos em um ano, se dividíssemos o ano em três partes cada um deles teria ficado 4 meses no comando do nosso Dragão. Muito pouco tempo comparado ao Sir Alex Ferguson. Não estou criticando o Atlético, estou criticando a realidade que o Atlético está inserida, a realidade do futebol brasileiro, aonde um técnico que tem 4 ou 5 resultados ruins é demitido.

Vejamos as diferenças, o Manchester United é um time inglês, e por lá a realidade é outra. Na Europa o futebol e a profissão de técnico funcionam um pouco diferente, primeiro que lá a maioria dos técnicos exercem outras funções dentro do time além de treiná-lo, por isso eles recebem o nome de manager que em uma tradução literal seria como um administrador ou gerente, e como gerentes são eles quem contratam os jogadores, ou seja, o próprio manager faz as funções de diretor de futebol e técnico. Acredito que esse vínculo maior com o clube e maior responsabilidade com a entidade, faz com que os técnicos da Europa tendam a ficar por mais tempo em seus times.

Não temos o único exemplo do Alex Ferguson, temos vários outros. Como o técnico do Werder Bremen da Alemanha, Thomas Schaaf, ele está no comando desde 1999, já se vão 12 anos, e olhem que ele não chega nem perto do Ferguson quanto a bons resultados, nesses 12 anos ele ganhou o Campeonato Alemão uma vez e a Copa da Alemanha 3 vezes.

Outro bom exemplo é o técnico do Arsenal da Inglaterra, Arsène Wenger. Comanda o Arsenal desde 1996, um total de 15 anos tendo ganhado o Campeonato Inglês em 3 ocasiões e a Copa da Inglaterra 4 vezes.

Não precisamos ir muito longe para encontrarmos técnicos que estão a muito tempo no mesmo time, na verdade está bem perto, o Bragantino de Bragança Paulista está com o mesmo técnico, Marcelo Veiga a 4 anos. Claro, não dá para comparar com os técnicos da Europa, mas pensando em nossa realidade 4 anos em um mesmo clube é muito tempo. Ele foi Campeão Brasileiro da série C em 2007, aquele ano fatídico para nós atleticanos.

Já pararam pra pensar se o Adson Batista treinasse o time, será que ele teria tempo de ir procurar outro jogadores para compor o elenco? Não sei. Porque na Europa dá certo?

Fiquei muito animado do ano passado para esse, quando o Atlético anunciou que manteria o René Simões, comecei a acreditar que tentaríamos fazer como na Europa, ter um mesmo técnico por várias temporadas, mas, o René foi demitido. Pelo que tudo indica, para o ano que vem a diretoria está pensando igual, mantém o Hélio dos Anjos e vê se ele consegue montar um bom time tanto para o Campeonato Goiano quanto para o Brasileiro e Sul americana. Vamos ver no que dá.

Quem sabe um dia ainda não veremos um técnico, no Brasil, completando suas Bodas de Prata como o Sir Alex Ferguson. Não custa nada sonhar. Mas, para o futebol brasileiro ser tão grande e bater frente a frente com o europeu, terão que acontecer muitas mudanças.

Um comentário:

  1. Augusto Francener Nogueira Gonzaga30 de novembro de 2011 01:59

    O interessante sobre o Alex Fergusson é que ele demorou mais que 3 anos e meio para conseguir um título e mesmo assim não foi demitido (alguns dizem que se ele não ganhase seria demitido). No Brasil eu acredito que um técnico não iria durar tanto tempo sem ser vitorioso.

    Na Inglaterra, principalmente, essa questão de duração de técnicos no cargo é realmente impressionante. Por exemplo o Manchester United desde a sua fundação em 1892 teve apenas 18 técnicos. Na Premier League que foi fundada em 1992 o tempo médio de permanência de técnicos é de 4,09 anos.

    Mas outra coisa interessante é que Alex Fergusson, Arsène Wenger e o Thomas Schaaf estão muito tempo em seus respectivos clubes, pois eles ganharam títulos, isso seria um argumento interessante para explicar o tempo que estão como técnicos no mesmo clube. Mas pesquisando mais descobri um técnico que está treinando o "super famoso" Accrington Stanley da League Two (quarta divisão da Inglaterra) por 12 anos e durante todo esse tempo não ganho nada! Outro exemplo seria Guy Roux que pegou o Auxerre em 1961 na quarta divisão da França e fez eles serem campeões muito anos depois.

    Como não tinha nada para fazer resolvi responder uma dúvida minha: Sir Alex Fergusson é o Técnico que ficou mais tempo em um único clube? A resposta e um surpreendente não! Vejam abaixo uma lista de técnicos que ficaram mais tempo no cargo (lista incompleta):

    David Calderhead - Chelsea (ENG) 26 anos (1907 a 1933

    Jack Addenbrooke - Wolverhampton (ENG) 37 anos (1885 a 1922)

    George Ramsay - Aston Villa (ENG) 42 anos (1884 a 1926

    William Patrick Maley - Celtic(ESC) 43 anos (1897 a 1940)

    Guy Roux _ Auxerre (FRA) 44 anos (1961 a 2005)

    Jimmy Davies - Waterloo Dock Club (ENG) 45 anos (1963 - 2008) Pode ser que ele esteja até hoje o que completaria 48 anos!!

    Fred Everiss - West Bromwich Albion (ENG) 46 (1902 a 1948)

    ResponderExcluir