quarta-feira, 18 de abril de 2012

QUEM TEM MEDO DE GANHAR, PERDE!!!

Por: Kaduterra

5 Volantes!

Apesar de mais parecer um pedido de loja de auto-peças, infelizmente não é.


Adilson insistiu em dizer em suas entrevistas antes do jogo, que o time não ficaria atras, que não jogaria no contra ataque e realmente armou o time para não ficar atras, armou o time para ficar no meio.

Inchou o meio de campo com cabeças-de-bagre, ficou gritando o jogo inteiro e viu seu time perder a classificação para a fraca Ponte Preta que até nos penaltis conseguiu ser tão horrivel quanto o time armado pelo Adilson.

Após o fraco 0 x 0 do primeiro tempo, a torcida já chiava, eis que vem a primeira substituíção, a torcida anima, agora coloca o time pra frente e.....

Sai: Joilson
Entra: Dodó

Mais um volante!!!

Esse inclusive, passou a ter oportunidades depois que falou que iria embora, porque futebol mesmo para ser titular, não mostrou até hoje.


Além de armar o time para não jogar e não deixar a Ponte jogar, Adilson contou com a total inoperantes dos 2 laterais:

Rafael Cruz depois de tanto negociar sua saída, acabou renovando, porém, esqueceu o bom futebol no ano passado, nem sombra do jogador que se destacou com um dos melhores na posição no Brasileirão 2011.

Paulinho, coitado, esse dá até dó e nem dá para culpar, afinal, estava lá, quieto, na dele, encostado na Atlético-PR, Adson que foi lá convidar ele pra vir.

Certamente quando chegou deve ter feito igual o Alexandre Porpetone imitando o Ronaldo: - Jogaaaaaar?????


A Ponte, vendo que o Atlético não queria saber de jogo e não ofendia ninguém, tratou  de sair pra cima e não encontrou dificuldades para abrir 2 x 0.

Ai Adilson teve que acordar, chamou Elias e Juninho, tirou os 2 inoperantes das laterais e vibrou quando Marcão, sozinho, de joelhos completou cruzamento da direita.

O jogo equilibrou, porém, os dois times recusaram sair para o jogo e esperaram a definição por penaltis.

Confiança total dos 2 lados, pois, certamente Adilson e Gilson Kleina sabiam da inoperancia dos times adversários no quesito.

Marcio se redimiu, fez o dele e viu Renato Cajá isolar.

Eis que veio Bida,  todo estiloso, parece que fazendo pose para as cameras (como tenho raiva de jogador cheio de estilo para bater), bateu e o goleiro pegou.

Novamente Marcio fez a parte dele e pegou o 2º penalti cobrado pela Ponte.

Agora era Bob, outro jogador estiloso, que muitos veêm grande futebol, eu particularmente só vejo pose e excesso de vontade de aparecer, pois, futebol mesmo, não vejo nenhum. Vive só de toquinhos de lado e pra tras. E pra variar, o estiloso isolou.

Assim como no tempo normal, a Ponte, vendo que o Atlético não queria, resolveu acabar com o jogo e empatou.

Elias, outro cheio de pose, porém, não recordo de errar nenhum penalti, fez o dele.

A Ponte novamente converteu.

Ernandes, contou com extrema sorte, a bola bateu por baixo do goleiro e entrou.

A Ponte novamente converteu e fomos para a sequencia alternada.

No Atlético Marcão, que já vinha de um penalti perdido no goiano, jogador com pouco histórico de chamar a responsabilidade, muito mais querido pela sua humildade, bateu e acertou a trave.

A Ponte converteu e saiu para a festa.

Atlético desclassificado e a torcida com a nítida sensação que o time só perdeu porque o time não jogou para ganhar.

No fim, derrota na conta do Adilson Batista e ditado que prevalece:

 Time que tem medo de ganhar, perde!!!

2 comentários:

  1. Adorador do Dragão, sempre18 de abril de 2012 23:38

    Atlético, vai para Ponte que caiu!

    ResponderExcluir
  2. a ponte nao caiu,a pinguela começou com o geninho pelo andar do carro de boí sem estribeira ontem desgramadamente senti saudade de Mauro Fernades chegou aqui dizendo:vim para ser campeão


    EA NAO VOU A PONTE QUE CAIU

    ResponderExcluir